Resenha – Morte em Dezembro

Resenha – Morte em Dezembro

livro, morte em dezembro, autor, ivair antonio gomes, livro, policial, suspense, inteligente

Nunca imaginei que um dia gostaria tanto de ler.

Do mesmo modo, nunca imaginei que um dia teria um podcast literário. Nunca pensei que escreveria resenhas de autores cujos nomes detestava ouvir na adolescência. Ou que, mais especificamente, leria e me impressionaria tanto com o livro de um autor regional.

Mas tudo isso aconteceu. Passo a passo, faltava apenas conhecer, ler e gostar de uma obra local. De um escritor do sul do Brasil. Catarinense, de preferência. Ou, ao menos, de uma história que se passasse por aqui.

E foi assim, finalmente, que conheci o livro Morte em Dezembro, de Ivair Antonio Gomes.

Dona de uma linda capa e com um enredo que promete ser grandioso em proporções e mistério, a obra de pouco mais de 200 páginas ganhou prioridade na minha lista de leitura. E, pouco depois, originou também uma série de notas a seu respeito.

Talvez para driblar o pré-conceito do leitor, o primeiro ponto que me chamou a atenção neste título foi o conflito em si e suas repercussões. Sucintamente, haverá um encontro das principais lideranças mundias na cidade de Florianópolis (dentre elas o presidente americano), e a presença de um possível terrorista em terras tupiniquins movimentará praticamente todas as forças policiais do mundo.

Para ser justo: Polícia Federal, CIA, FBI, Mossad e Interpol.

Assim, mesmo tendo como cenário a cidade em que resido, a impressão que se tem é a de estar por dentro de uma megaoperação mundial. Ou de um resumo dela, ao menos. Já que a narrativa é outro ponto bastante interessante em “Morte em Dezembro”.

Aqui, distribuição e conteúdo são, digamos, diferentes. Cada capítulo fala de um dia, em uma espécie de contagem regressiva que se estende da chegada do assassino à ilha até o início do evento na capital catarinense. Mais do que isso, linhas e letras não são desperdiçadas. O autor não perde tempo com descrições excessivas e relata o essencial para que a história avence com um ótimo ritmo e por várias frentes.

Ler este livro é quase como observar de cima um jogo de tabuleiro. O movimento de cada peça.

Independente de para quem se torce, ainda, a trama é construída para evidenciar os erros e acertos de cada lado. Feito gato e cachorro, as ações se misturam numa trama policial dinâmica e realista. Onde até mesmo a frágil motivação para os crimes possui justificativas.

Ou por acaso todo atentado / assassinato tem sempre explicações claras e bem definidas?

Ler este livro foi, para mim, como desbravar novas possibilidades e conhecer a cidade de Florianópolis (e o próprio Brasil) sob um novo prisma. Ponto de vista esse que, alias, apresenta e reconhece as vantagens e os problemas de se ser brasileiro.

Uma experiência até então única. Recomendo!

Ouça também o LivroCast Especial 002 – Morte em Dezembro

autor, florianópolis, ivair antonio gomes, Livro, livrocast, morte em dezembro, podcast, policial

Autor:

Publicitário e administrador por formação, viciado em livros e um músico mal-compreendido pelos amigos. Responsável pela sessão literária do Lokotopia e pelo LivroCast. Tenta ser sempre eclético e levar todos ao fantástico mundo da literatura. Twitter, Facebook e Google+.

aba-share
aba-comentarios