LivroCast 023 – O Alquimista

LivroCast 023 – O Alquimista

Livrocast 023 podcast do livro O Alquimista do autor Paulo Coelho

Sejam todos muito bem-vindos ao LivroCast número vinte e três. No podcast de hoje, Marcelo Zaniolo (@celo_zaniolo) e Diego Lokow (@Lokow) falam sobre o autor Paulo Coelho e seu título mais conhecido, “O Alquimista”.

No LivroCast 023: Quem é o autor, por que ele é tão polêmico, sinopse da obra, personagens, lições e muito mais.

Tempo de Duração: 54 minutos.

Comentados no Programa

Compre o Livro Comentado no Episódio de Hoje

Link na Saraiva

Link no Submarino

Link na Livraria Cultura

Críticas, Sugestões e Dúvidas

Lokotopia no Facebook:

LivroCast no Facebook:

Outros Links:

Informações Sobre o Episódio

Aperte o play no topo da página para ouvir o LivroCast ou clique com o botão direito em download e escolha a opção “Salvar Destino Como” para baixá-lo em seu computador.

Autor:

Publicitário e administrador por formação, viciado em livros e um músico mal-compreendido pelos amigos. Responsável pela sessão literária do Lokotopia e pelo LivroCast. Tenta ser sempre eclético e levar todos ao fantástico mundo da literatura. Twitter, Facebook e Google+.

aba-share
aba-comentarios
  • Muito bom, este livro é um dos melhores do Paulo, realmente acredito muito do que falam do Paulo é bobeira mas que ele ja escreveu livros que não me aguardam isso já

  • Lucien o Bibliotecário

    Olá Livrocateanos!

    Excelente episódio! Despido de preconceitos e honestos! É interessante perceber que o Marcelo realmente se identificou com o livro e falou abertamente de como a obra do Paulo Coelho impactou sua vida. Esta é a função dos livros, é nos emocionar, nos fazer olhar para nós mesmos. Pode ser Paulo Coelha, pode ser Dickens, Machado de Assis… a literatura olha para nós, mexe, incomoda, não importa qual livro seja.

    Gostei bastante dos áudios do Paulo Coelho, e sou daqueles que não concordam com sua eleição para a Academia Brasileira de Letras, porém acho justo quando vejo que Roberto Marinho também foi eleito com a promessa de escrever uma obra e morreu sem nunca fazê-lo, por isso se dono da maior multinacional que afasta as pessoas da leitura por ser eleito para a ABL, então Paulo Coelho, que tem milhares de livros vendidos no mundo todo e que é responsável por criar muitos leitores.

    Se não houvesse lido As Valkirias, hoje não teria o CabulosoCast ou o Leitor Cabuloso! Apesar de ler ocasionalmente, foi com este livro que percebi que era capaz de ler qualquer coisa que eu quisesse.

    Parabéns pela edição, gostei bastante da trilha sonora e confesso que estranhei a vírgula sonora, mas compartilho com o Marcelo, a possível, angústia ao escolher qual som representará a vírgula sonora!

    Assumo que não saberia escolher a trilha para um episódio deste e fiquei feliz com as escolhas do Marcelo. Você está de parabéns!

    Vamos ao próximo!

  • Gostei bastante do episódio!!! Falou muito desse autor brasileiro e de suas obras!!!

    Mas autores brasileiros não me atraem em nada… Não é que sou aquela cara internacionalista que só pensa que o que vem de fora presta, mas dos autores brasileiros que li, quase todos me decepcionaram!!! Só gostei de dois até hoje e são autores independentes ainda por cima!!! Acho que as editoras brasileiras não estão dando chance para autores diversos e se mantém apenas publicando mais do mesmo, realmente muito triste!!!

    E não esqueci não eim!!! Vou esperar um episódio do livro Tunneis!!!

    Episódio empatico com conteúdo!!!

    Sigo escutando, até mais!!!

  • Como integrante de universidade ouço as pessoas reclamarem incessantemente do Paulo Coelho, como se sentindo humilhadas por ele ser reconhecido internacionalmente, eu acho um exagero as criticas feitas a ele, algumas pessoas levam o sucesso dele como uma ofensa pessoal.

    Eu não suporto tamanha arrogancia e prepotencia dessas pessoas.
    Os intelectuais literatos (sejam eles quem forem) acham que só eles podem decidir o que é literatura e o que não é. Uma verdadeira segregação literária, como se tudo q é bom tivesse que ser elaborado ao nivel tecnico academico, e literatura não pudesse ser usada para mera e (pq não) digna diversão….

    Por isso gosto tanto de podcasts como o de vcs, o do leitor cabuloso e o ghost writer e os divulgo sempre.

    Fernanda Nakamura
    http://meuamigoalienigena.blogspot.com.br/

  • Fala Galera!!

    Gosto muito do Paulo Coelho, pois acho que ele seria uma espécie de Punk Rock da Literatura. Enquanto temos Tolkien (Pink Floyd), temos Paulo Coelho (Punk Rock). Ele é claro e objetivo, com apenas “três notas ele consegue fazer uma música”, com apenas três acordes ele consegue escrever um livro. Isto é uma característica muito forte e marcante, qualidade de quem consegue passar uma mensagem sem gastar demais.

    Não consigo entender o Hater(ismo) por Paulo Coelho. Eu tenho certeza que quem critica ele não tem embasamento para fazer tais afirmações.

    Quando li o Alquimista foi de uma vez só. Abri, sentei e li, de capa á contra capa, direto. Foi uma experiência muito marcante. Já li ele mais vezes e sempre ele te deixa uma mensagem boa e gratificante. A Crítica do lado místico e do “autaAjudaísmo” que ele propaga é sem cabimento, pois se até em Tolkien temos a mensagem de Amizade incondicional e companheirismo.

    Fica a curiosidade. O Possivel Diretor para o cinema do Alquimista é Lawrence Fishburne, o Morpheus de Matrix, mas a Warner não quer abrir mão dos direitos do Filme, briga que se arrasta por quase um década.

    Bem, adoro o podcast de vocês, e sempre fico na expectativa de novo episódio.
    Abraços

  • Geisa castro de souza

    Não tinha lido Paulo Coelho devido a quantidade de críticas negativas, mas também ao ouvir o nerdcast sobre Paulo Coelho, quebrei um pouco o preconceito. Comecei por este livro e me vi apaixonada pela história, apesar de ser curta, é rica em tantas nuances e entre linhas que, creio eu, acaba tendo diferentes interpretações e revelações dependendo de suas experiências de vida.
    Para mim é um livro que fala das coisas simples, que acabamos esquecendo no meio da nossa caminhada de vida, a chuva de ouro nada mais é que um dia quente onde no fim da tarde tem aquela garoa, com o sol, que vc vai para rua tomar chuva com os seus primos. A felicidade é a maior riqueza que alguém pode carregar e está nas coisas mais simples, mas acabamos confundindo com ouro, coitado daquele que só achou este tipo de riqueza, o que me lembra deste ditado: some people are so poor, all they have is money – http://www.tumblr.com/tagged/some%20people%20are%20so%20poor%20all%20they%20have%20is%20money
    É interessante ler em várias fases da vida este livro, pois sempre se tira algo novo.

  • Geisa castro de souza

    Ah! antes que inventem alguma coisa! Tenho 26 anos, diagramadora e indico Noite na Taverna, obra de Álvares de Azevedo.
    Também
    quero acrescentar que não é um livro de auto-ajuda, é um livro que fala
    do mundo, de experiências, que é algo universal que cabe a cada um
    interpretar de sua maneira, seja como auto ajuda ou não.

  • Pingback: Julgando Pela Capa - O Alquimista - Lokotopia()

  • Pingback: Resenha - O Alquimista - Lokotopia()